quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Corregedoria: Projeto “Conexão Direta” do TJ-RN irá a Luís Gomes, São Miguel, Umarizal, Apodi e Areia Branca


A Corregedoria Geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte anunciou o segundo ciclo de audiências públicas que integram o projeto “Conexão Direta”. O objetivo é ouvir a população, usuários da Justiça e operadores do Direito para discutir o aprimoramento das atividades do Poder Judiciário potiguar.

Amanhã (23), às 11h, no fórum da comarca de São Paulo do Potengi, ocorre a quinta audiência pública do projeto, que já visitou as comarcas de Patu, Alexandria, Pau dos Ferros e Parnamirim.

Ciclo - O segundo ciclo será iniciado no dia 8 de março, às 14h, com audiência pública no fórum da comarca de Luís Gomes. No dia seguinte (9), também às 14h, a população de São Miguel será ouvida no fórum local.

No dia 16 de março, o projeto Conexão Direta chega a Umarizal, com audiência pública às 14h, no auditório da Câmara Municipal. No dia 17 de março, às 11h, Apodi recebe o evento, no Fórum Des. Newton Pinto. O ciclo será encerrado no dia 20 de março, na comarca de Areia Branca, às 14h, no auditório da Câmara Municipal.

A proposta do Conexão Direta é promover o acesso e a melhoria da comunicação entre a população e o Judiciário nas comarcas do Estado. “A audiência pública é um meio democrático em que, por meio do dissenso entre os participantes, colhem-se opiniões, críticas, sugestões e informações acerca de temas de relevante interesse, além de ser elemento indispensável à compreensão da realidade social, aproveitada como subsídio para a elaboração de estratégias de ação”, avalia a corregedora geral de Justiça, desembargadora Zeneide Bezerra.

Regras - A audiência pública será realizada na forma de reunião organizada, aberta a qualquer cidadão, para discussão de situações relacionadas ao aperfeiçoamento da gestão da justiça. Cada participante poderá se manifestar por até cinco minutos, mediante ordem das inscrições.

Os interessados deverão se dirigir ao local da audiência pública e preencher a ficha de inscrição, com a indicação do nome, identidade e endereço, além do assunto que pretende abordar, ficando advertidos de que a falta de qualquer uma das informações referidas anteriormente poderá importar no indeferimento da participação.

SÃO MIGUEL NEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário