quarta-feira, 10 de maio de 2017

Fifa confirma mais 2 vagas para América do Sul na Copa em 2026

Em reunião na tarde desta terça-feira em Manama, no Bahrein, o Conselho da Fifa confirmou a divisão de vagas na Copa do Mundo a partir de 2026, quando o torneio passa a ser disputado por 48 seleções. A Conmebol, que tem 10 integrantes, terá seis vagas diretas e mais uma via repescagem. Hoje, com 32 vagas na Copa, o continente tem direito a quatro lugares diretos e mais um na repescagem.

Na nova divisão, a Europa (Uefa) passará a ter três vagas a mais; as eliminatórias africanas (CAF) darão quatro postos além da quantidade atual e ainda valerão um lugar na repescagem; a Ásia (AFC) também terá mais quatro vagas; as América do Norte e Central terão mais três postos para disputarem; e a Oceania enfim terá um posto garantido.

Desta forma, a confederação sul-americana pode ter 70% (7 de 10) dos seus membros classificados para o Mundial a partir da edição de 2026. O grande aproveitamento das equipes do continente se deve ao peso político da Conmebol dentro da Fifa – uma vez que, apesar de contar com poucos membros, comparada a outras confederações, a organização conta com nove títulos mundiais (cinco do Brasil, dois da Argentina e dois do Uruguai). Os outros 11 são das seleções europeias (Uefa).

A Copa do Mundo de 2026 tem boas chances de ser disputada na América do Norte. A candidatura tripla de Estados Unidos, México e Canadá tentou ser a única na disputa – mas sofreu uma inesperada derrota política nesta terça-feira, quando o Conselho da Fifa decidiu aguardar mais três meses para ver se outras sedes se candidatarão. Caso seja confirmada como vencedora (ou a única da disputa) a candidatura tripla , lançada no mês passado em Nova York, os Estados Unidos receberiam 60 das 80 partidas, incluindo todas a partir das quartas de final. Já México e Canadá abrigariam 10 partidas cada um.

Do Globo Esporte 

Nenhum comentário:

Postar um comentário