sábado, 1 de julho de 2017

128º Homicídio em Mossoró 2017:Presidiário é assassinado dentro de casa na Comunidade de Riacho Grande



A violência que assola o município de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, faz mais uma vítima e eleva para 128 o número de homicídios registrados na cidade no ano de 2017.
O presidiário identificado como José Roberto Dias de Araújo, conhecido como “Boró” de 34 anos de idade, foi brutalmente assassinado a tiros e pedradas dentro de um quartinho onde dormia na casa da mãe.
O crime aconteceu no início da madrugada desta sexta feira 30 de junho de 2017, na Rua da Facada, na comunidade de Riacho Grande zona rural do município e segundo a polícia, os criminosos invadiram a casa e mataram “Boró”.
De acordo com a perícia criminal, os assassinos utilizaram dois tipos de armas de fogo e além de crivar o corpo da vítima de balas ainda usaram um pedra grande para espancá-la. Balins,fragmentos de munições e uma pedra grande foram encontrados ao lado do corpo, pela equipe do ITEP.
Boró esteve preso na Cadeia Pública de Mossoró por furto (155) e roubo (157) e em novembro de 2015 fugiu da unidade prisional juntamente com mais 11 detentos, (RELEMBRE).
Consta no Banco Nacional de Mandados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), um mandado de prisão contra ele expedido em 13 de outubro de 2015, com validade até 06/07/2027, pelo crime de furto qualificado. No momento o mandado está em aberto aguardando cumprimento.
Os criminosos que segundo informações de testemunhas eram pelo menos quatro homens, após cometerem o assassinato fugiram em duas motos sentido a zona urbana de Mossoró. A polícia ainda não tem conhecimento sobre a motivação do crime.
Após os procedimentos realizados no local do crime pela equipe do Itep, com acompanhamento da Delegacia de Plantão da Polícia Civil, o corpo de José Roberto Dias de Araújo foi removido e será necropsiado na base da Unidade Regional do Itep em Mossoró.
SANTANA NOTÍCIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário