sábado, 8 de julho de 2017

Eduardo Cunha citará Rodrigo Maia em delação premiada

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) citará o sucessor, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na delação premiada que tenta fechar com o Ministério Público Federal.
De acordo com pessoa familiarizada com as negociações, Cunha poderá falar da atuação parlamentar de Maia em benefício de setores empresariais e de recursos não contabilizados que ele teria recebido para campanhas eleitorais.
As informações não teriam, no entanto, potencial de ser a “bala de prata” para inviabilizar uma eventual candidatura de Maia à Presidência da República.
O atual presidente da Câmara admitiu a colegas que já esperava ser citado por Cunha, mas “por vingança” do ex-parlamentar, já que Maia presidiu a sessão em que ele foi cassado.
O peemedebista não poderia ter nenhuma grande revelação a fazer já que os dois nunca foram do mesmo grupo político e até militavam em campos adversários no Rio de Janeiro.
Conforme a coluna revelou, Cunha já rascunhou mais de cem anexos de sua delação, que ainda está em negociação.
MÔNICA BERGAMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário