sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Campus da UERN, em Pau dos Ferros, entrega relatório cobrando acessibilidade


A Direção do Campus da UERN em Pau dos Ferros entregou relatório sobre as necessidades de adequação e outras providências para a Diretoria de Inclusão da UERN (DAIN). Diante das inúmeras demandas acerca de adequações de seus espaços físicos a Direção decidiu elaborar um relatório apresentando um diagnóstico das atuais condições físicas do Campus, além de apresentar as adequações que precisam ser realizadas imediatamente para garantir a acessibilidade na Unidade.
Uma das demandas mais urgentes enfrentadas pelo CAMEAM no tocante a acessibilidade, diz respeito à instalação do elevador que dá acesso ao Bloco Vertical do Campus, bloco construído e inaugurado em 2011, mas que nunca teve instalado a plataforma elevatória. “A instalação desse elevador é cobrada todos os dias por estudantes, técnicos, professores e visitantes do Campus, que não podem subir escadas” afirmou o Professor Jailson Santos, diretor em exercício do CAMEAM/UERN – Pau dos Ferros.
Dentre tantas, outra grande dificuldade encarada pelo CAMEAM é a interdição de diversas salas de aulas, o que ocasiona a necessidade das turmas migrarem do Bloco Vertical, que permanece inacessível às pessoas com necessidades por exemplo, gestantes, para as salas do térreo, justamente para assistirem aula, uma vez que seu acesso se dá somente através das escadas.
Assim, a entrega do Relatório pela Direção à DAIN objetiva apresentar à Reitoria, ao DAIN e a toda Comunidade Acadêmica os problemas enfrentados pelo Campus, na espera de ações que possam garantir à acessibilidade física, instrumental, comunicacional, por meio de recursos que possam elidir barreiras e promover definitivamente a inclusão. O relatório faz a descrição física de todas as barreiras, leva uma parte fotográfica bem detalhada e também depoimentos de alunos e professores sobre as dificuldades diárias que eles enfrentam para ter acesso pleno às atividades no campus. Nos encaminhamentos a Direção requer, através do relatório, a contratação de profissionais como intérprete, assistente social e psicólogo ou psicopedagogo para assistir aos que necessitam desse acompanhamento, dentre outras demandas, sobretudo da quebra de barreiras físicas como a restauração de salas e montagem do elevador, como afirmamos acima.
Espera-se que a Reitoria da UERN tome as providências, de modo a atender as demandas de toda a Comunidade Acadêmica e de fato possa se efetivar a inclusão de todos que procuram o Campus da UERN, em Pau dos Ferros.

JP

Nenhum comentário:

Postar um comentário