segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Zé Ricardo não é mais o técnico do Flamengo

FOTO AGÊNCIA O GLOBO

Zé Ricardo não sobreviveu à mais uma derrota do Flamengo e à pressão da torcida. O treinador foi demitido do clube na noite deste domingo. Pela manhã, o rubro-negro foi derrotado por 2 a 0 pelo Vitória, na Arena da Ilha.
O treinador comandou o Flamengo em 89 partidas, com 47 vitórias, 25 empates e 17 derrotas, com aproveitamento de 62,17%. Conquistou o Campeonato Carioca deste ano, mas se viu contestado principalmente após a eliminação prematura na Libertadores, ainda na fase de grupos.
Uma considerável combinação de ingredientes faz a receita da queda de Zé Ricardo, até a noite deste domingo o mais longevo técnico nos clubes da Série A do Brasileiro. A derrota para o Vitória foi o estopim. O jogo fora marcado por quase 45 minutos de uma pressão raras vezes vista sobre um treinador. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, sempre enfático ao defender a permanência, deixara o estádio sem falar. Era pressionado por pares de diretoria. À noite, uma reunião selou a queda.
A pressão tem a ver, como em geral ocorre no Brasil, com resultados. Mas também com o desempenho em alguns jogos e, principalmente, o contexto que envolve a formação do atual time do Flamengo. Após anos de redução de investimento na atual gestão, o emprego de somas generosas de dinheiro na formação do elenco, desde o ano passado, criara na torcida a convicção de que 2017 seria, enfim, o ano da recompensa: os títulos.
O GLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário