Justiça condena Ex-prefeito de Alexandria, Alberto Patrício, ao pagamento de multa por prática de improbidade

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) obteve na Justiça potiguar a condenação de ex-prefeito de Alexandria, Alberto Maia Patrício de Figueiredo, ao pagamento de seis vezes o valor da última remuneração recebida como gestor – acrescida de juros de 1% ao mês. A penalidade imposta de multa civil é decorrente de o acusado ter praticado ato de improbidade administrativa. 

O juízo de Direito de Alexandria também atendeu ao pedido do MPRN na ação civil pública e proibiu o ex-gestor Alberto Patrício de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente (mesmo que seja via pessoa jurídica da qual ele seja sócio majoritário). O impedimento vale pelo prazo de três anos. 

A investigação que ensejou a ação civil pública foi realizada pela Promotoria de Justiça de Alexandria, no âmbito de um inquérito civil instaurado para averiguar a contratação de servidores sem a realização de concurso público para a Prefeitura. Esse tipo de admissão fere os princípios constitucionais da legalidade, da moralidade e da impessoalidade. 

O órgão ministerial tomou conhecimento acerca de duas contratações irregulares por meio de um ofício recebido da vara do Trabalho de Pau dos Ferros. Ao término da investigação, ficou comprovada a prática inconstitucional entre 2005 e 2012, período em que o ex-prefeito administrou a cidade.

Confira a íntegra da decisão clicando neste link: AQUI

*Política pauferrense

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Boas chuvas criam expectativa de 4ª sangria da Santa Cruz, em Apodi, no RN

JOVEM DE MARCELINO VIEIRA, NO RN FOI MORTA PELO MARIDO EM SÃO PAULO

Grave acidente na BR-405 entre Riacho de Santana e José da Penha foi registrado nesta manhã de segunda-feira