quinta-feira, 10 de maio de 2018

Vasco leva passeio do Bahia em Salvador e se complica na Copa do Brasil: 3 a 0

Zé Rafael abriu o placar para o Bahia na Fonte Nova
Foi um grande passeio, mais um que o Vasco sofreu na temporada. A equipe de Zé Ricardo parece não ter meio termo: quando perde, perde feio, não vê a cor da bola.
Foi assim contra Jorge Wilstermann, Racing, Cruzeiro e ontem, contra o Bahia. A derrota por 3 a 0 ainda saiu barata, tamanha a superioridade do rival na Fonte Nova. A classificação para as quartas de final da Copa do Brasil ficou complicada depois da noite de quarta-feira.



Para contrariar o prognóstico, o time carioca terá de devolver o placar no jogo de volta, marcado para o dia 16 de julho, em São Januário, e levar a definição para os pênaltis. Se golear com quatro ou mais gols de diferença, seguirá vivo no mata-mata.
- Entramos desligados no jogo, com sono. Foi nisso que deu - reclamou Kelvin: -Temos de virar a chave novamente, jogamos domingo, amanhã é um novo dia.
Para isso acontecer, primeiro Zé Ricardo terá de entender o que errou no jogo em Salvador. Cheio de desfalques, preferiu inventar. Escalou Werley de lateral-direito em vez de escalar Yago Pikachu. Avançou Bruno Cosendey para ser meia quando poderia ter colocado Wagner. Essa foi inclusive a primeira substituição que fez na partida, aos 30 minutos, do primeiro tempo, quando o baile do Bahia já era real.
Com uma intensidade de jogo muito maior que a vascaína, os donos da casa veio para cima feito um trator. Ganhou todas as divididas. Abriu o placar com Zé Rafael, aos 18 minutos, e ampliou com Edigar Junio, aos 24.
No segundo tempo, o Bahia diminuiu o ritmo e nem isso colocou o Vasco na partida. Vinícius, logo aos 4 minutos, fez o terceiro e garantiu a vitória. Com a fatura liquidada, Zé Ricardo tentou mexer no time, mas não conseguiu. Uma bola no travessão de Kelvin só aumentou a decepção vascaína.
* Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário