OUÇA AQUI RÁDIO COMUNITÁRIA METAMORFOSE FM 104,9 - SÃO FRANCISCO DO OESTE /RN

domingo, 31 de março de 2019

MOSSORÓ/RN: carros ‘boiam’ na Avenida João da Escóssia após forte chuva na tarde deste sábado

DEFATO.COM



Um vídeo que circula em grupos de whatsapp mostra a dificuldade de motoristas em trafegar pela Avenida João da Escóssia, próximo ao cruzamento com a Diocesana.
Após as fortes chuvas registradas na tarde deste sábado, um morador da região filmou alguns carros tentando passar pelo local. Pelo menos três deles ‘boiaram’ ao tentar passar pelo trecho alagado.

Veja vídeo abaixo

Somente nos últimos oito anos, mais de 100 policiais são assassinados no RN

Em junho do ano passado, movimento chamou atenção contra a morte de 16 policiais no RN

Fábioo Vale/JORNAL DE FATO

A onda de violência letal no Rio Grande do Norte tem atingido até os agentes de segurança pública. Profissionais da área têm ficado cada vez mais na mira dos bandidos. Somente nos últimos oito anos, mais de 100 policiais e bombeiros militares, policiais civis, guarda municipal e agentes penitenciários estadual e federal foram mortos no estado.
É o que aponta um recente levantamento realizado pelo Observatório da Violência (OBVIO). Com dados atualizados até o último dia 26, o balanço do Obvio dá conta de assassinato de agentes de segurança pública no território potiguar entre os anos de 2011 e 2018, além dos casos registrados nos três primeiros meses deste ano.
Segundo as estatísticas do Obvio, nos últimos oito anos, 106 profissionais da área foram mortos no estado. No ano de 2011, foram dois casos. As vítimas foram guardas municipais. Já no ano seguinte, foram 17 ocorrências. Os crimes resultaram na morte de dez policiais militares da ativa, três policiais civis, dois agentes penitenciários federais e um PM aposentado.
Já entre 2013 e 2016, manteve-se o número de dez agentes de segurança pública assassinados no estado em cada ano, sendo seis PMs da ativa e dois aposentados e dois agentes penitenciários estaduais vitimados em 2013. No ano seguinte, a letalidade policial atingiu cinco PMs da ativa e dois aposentados, um policial civil e dois guardas municipais.
Já em 2015, a violência contra agentes de segurança pública potiguar vitimou seis PMs da ativa e um aposentado, um policial civil e um aposentado e um guarda de trânsito. Em 2016, dez casos resultaram na morte de cinco PMs da ativa e dois aposentados, dois policiais civis e um agente penitenciário estadual.

Quarenta e sete agentes mortos no RN entre 2017 e 2018; cinco em 2019
Somente entre os anos de 2017 e 2018, quarenta e sete agentes de segurança pública foram mortos no Rio Grande do Norte. Dentro da tendência dos anos anteriores, a violência letal contra profissionais da área vitimou principalmente policiais militares.
Em 2017, foram 21 casos, sendo 13 contra PMs da ativa e cinco aposentados e um contra um guarda municipal, um agente penitenciário estadual e federal. Já em 2018, 26 ataques vitimaram 16 PMs da ativa e seis aposentados e dois foram contra policiais civis aposentados, um contra policial civil da ativa e um agente penitenciário estadual.
E nestes menos de três meses de 2019, cinco agentes de segurança pública já foram assassinados no estado. Os ocorridos vitimaram quatro PMs aposentados e um bombeiro militar aposentado. Com os casos deste ano registrados até o dia 26 do mês passado, o RN soma 111 profissionais da área mortos.
O levantamento dá conta de um aumento de 1.200% na quantidade de casos de 2011 para 2019.
Entidades representativas de forças de segurança no Rio Grande do Norte falam em matança contra policiais e cobram reação por parte do Estado. Em meio ao assassinato de agentes de segurança pública, as entidades representativas das categorias promoveram protestos contra os crimes praticados contra os profissionais da área.
Em julho de 2017, as entidades fizeram um protesto após o registro da morte de 14 policiais militares naquele ano até então. Na época, segundo os sindicatos que formavam o Fórum de Servidores da Segurança Pública no estado, existia uma “matança” promovida pelo crime organizado contra os operadores da segurança.
Na ocasião, as entidades fizeram um protesto na Governadoria, em Natal, onde reafirmaram cobrança por uma reação do Estado. Cerca de um ano depois, entidades representativas da categoria realizaram outra mobilização contra a violência que mirava os policiais.
Até então, 16 agentes de segurança já tinham sido mortos no estado dentro do primeiro semestre do ano passado. O discurso de caça contra policiais se manteve na ocasião.

DEFATO.COM

Açude Público Riacho da Cruz sangra após forte estiagem.... Matéria Possui Fotos e Vídeo da Sangria



Depois de passar anos enfrentando fortes secas, o município de Riacho da Cruz recebeu chuvas ao longos desses últimos meses e, pela primeira vez, teve uma sangria completa. Moradores aproveitaram o sábado (30) para fazer festa pela recepção das águas e tomar banho no local.
No ano passado, alguns açudes privados já acumulavam águas e faziam pequenas sangrias.



* BG

FORTE CHUVA EM MOSSORÓ, CAUSA TRANSTORNOS NA ZONA URBANA, MAS VIRA ATRAÇÃO E PESCARIA NO BOM JESUS.



As chuvas torrenciais que tem caído em Mossoró, consolidando de vez o inverno em 2019, tem causado alguns transtornos para quem mora na Zona Urbana da cidade. Motoristas, moradores, donos de comércio, sofrem com água invadindo casas, comércio e carros para motorista que se arriscam na travessia de alagamentos.
Tudo isso causado não somente pelas fortes e duráveis chuvas, mas pelo entupimento de algumas galerias que servem para o escoamento dessas águas.
Porém para os moradores do bairro Bom Jesus, as chuvas na verdade é motivo de diversão, banhos e até pescaria. Vídeos mostrados nas redes sociais desde sexta feira 29 pescadores aproveitaram a correnteza de um córrego que liga o Rio Mossoró até o Açude de Banita existente no bairro na parte alta que liga Bom Jesus ao Sumaré.
Peixes foram captados nas águas por pescadores locais e distribuídos entre moradores. Fica aí o registro feliz para uns, tristes para outros e desejado por todos, pois o inverno é o desejo de todo Nordestino.

* Passando Na Hora

Trégua entre Bolsonaro e Maia será testada em votações de propostas espinhosas na Câmara

Depois da troca de ataques semana passada, os acenos de paz entre o presidente da República, Jair Bolsonaro , e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), serão testados, na prática, por um arsenal de propostas espinhosas para o governo que estão na pauta do Legislativo. A anunciada trégua ocorre em um ambiente político que segue conturbado. Deputados reclamam da falta de diálogo com o Palácio do Planalto, que se traduz na dificuldade de construção de uma base aliada.
Um dos primeiros projetos da fila é a reparação aos estados que foram prejudicados pela Lei Kandir, que deu benefício para exportadores ao reduzir impostos estaduais. Se o texto que tramita na Câmara for aprovado, a União terá de repassar R$ 39 bilhões por ano aos entes da federação. Maia diz que o tema só entrará na pauta se for discutido antes com a equipe econômica. Mas não descarta levar o assunto adiante.
Outra proposta em discussão pelos líderes visa a flexibilizar a Lei de Responsabilidade Fiscal para os municípios. A ideia é aprovar um projeto de lei complementar, do deputado Édio Lopes (PR-RR), que retira dos cálculos de descumprimento da LRF as despesas com pessoal referentes à execução de programas federais e estaduais. Geralmente os municípios têm despesas muito maiores nesses programas do que os repasses recebidos da União.
Em meio a essa pauta bomba, em um gesto de boa vontade, Maia anulou, na última sexta-feira, a convocação do ministro Sergio Moro (Justiça) para prestar esclarecimentos à Comissão de Legislação Participativa. Ele falaria sobre o decreto que facilitou a posse de armas e também detalharia o pacote anticrime, enviado à Câmara em fevereiro. Já o acordo para o ministro Paulo Guedes (Economia) ir à Comissão de Constituição e Justiça da Casa, discutir a Reforma da Previdência, permanece.
Ceticismo
Apesar das tratativas de paz e da perspectiva de que Guedes ajude na articulação política para a aprovação da reforma, há um clima de ceticismo no Congresso. Líderes partidários não estão seguros de que o ministro consiga conciliar a agenda técnica da reforma com as negociações com o Congresso.
— Quem tem que fazer a articulação é o ministro (da Casa Civil) Onyx (Lorenzoni), que já prometeu uma reaproximação na conversa com os partidos. O ministro Paulo Guedes faz muito bem em conversar com os deputados, mas não é a área dele — diz o líder do PSD, deputado André de Paula (BA).
Mesmo com o início de pacificação, o ministro da Casa Civil ouviu de líderes partidários um rosário de reclamações no fim da semana. A principal delas é sobre a associação, feita por Bolsonaro, das demandas do Congresso com o “toma lá, dá cá”. Líderes também se queixaram de ele resumir a necessidade de articulação a uma prática da “velha política”.
— Valeu como um grande desabafo — disse o líder do PSD.
Um dos principais alvos de irritação dos deputados é o assessor especial da Presidência Filipe Martins. Nas redes sociais, ele convocou militantes para ir às ruas pressionar parlamentares a se alinharem com o governo.
Na lista de obstáculos para o governo, partidos do centrão preparam um plano para desfigurar a reforma administrativa feita por Bolsonaro na Esplanada. A ideia é reduzir ainda mais o número de ministérios e mudar a atribuição de vários integrantes do primeiro escalão, em especial de Sergio Moro. Nesta semana, uma comissão para analisar a matéria deve ser instalada. Líderes se mobilizam para fazer uma “reforma” e podem extinguir os ministérios do Turismo, dos Direitos Humanos e a Secretaria Geral da Presidência, além de recriar a pasta de Segurança Pública.
Desde que Bolsonaro entrou em rota de colisão com Maia, deputados do centrão ameaçam ainda apoiar uma proposta do PSOL que derruba recente decreto do presidente. Em viagem aos Estados Unidos, há duas semanas, Bolsonaro anunciou que turistas daquele país, além de Canadá, Japão e Austrália, não precisariam mais de visto para entrar no Brasil. Maia apelou aos líderes para que não derrubem a regra. No Senado, no entanto, a oposição acredita que pode dar o recado.
— O governo está prestes a sofrer uma derrota no caso dos vistos — diz Randolfe Rodrigues (Rede-AP).
Outra medida, revelada pelo colunista Merval Pereira, é uma emenda constitucional proposta em 2000 pelo falecido senador Antonio Carlos Magalhães (DEM-BA), muito mais rigorosa em relação ao orçamento impositivo do que o texto aprovado na última semana pela Câmara.

O Globo

Governo Federal economizará R$ 15 mi com compra direta de passagens aéreas


Desde o último dia 2, os órgãos e as entidades do Poder Executivo federal voltaram a comprar passagens aéreas diretamente das companhias que operam voos domésticos. A expectativa é retomar o modelo que economizava R$ 15 milhões por ano nas viagens a serviço de servidores, militares e colaboradores do governo federal.
A compra direta de passagens aéreas voltou a ser feita depois da publicação da Medida Provisória (MP) 877, na última terça-feira (26). A MP dispensa a retenção na fonte dos tributos sobre passagens aéreas compradas por meio de cartões corporativos, reduzindo o custo dos bilhetes.
A dispensa do recolhimento de tributos vigorou de 2014 a dezembro de 2017, por meio de uma lei. Em março de 2018, a MP 822 prorrogou o não recolhimento dos tributos, mas a medida provisória caducou, perdendo a validade no fim de junho do ano passado.
A volta da retenção na fonte dos tributos sobre as passagens aéreas obrigou o governo a retomar o modelo antigo de compra de bilhetes por meio de agências de viagem. De acordo com a Secretaria de Gestão do Ministério da Economia, a aquisição por agências custa, em média, 22% a mais que a compra direta nas companhias aéreas.
Atualmente, existem cinco empresas aéreas credenciadas para fornecer passagens diretamente ao serviço público federal: Avianca, Azul, Gol, Latam e MAP Linhas Aéreas. O próprio órgão ou entidade federal pesquisa cada compra de passagem, com a escolha do menor preço e a aplicação automática dos descontos estabelecidos pelas empresas aéreas.
De acordo com a Secretaria de Gestão, o modelo funciona na prática como uma licitação a cada compra de passagem. Os gestores podem verificar e auditar as operações por meio do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens, que armazena as pesquisas e as escolhas de viagens.
O cidadão também pode acompanhar os gastos federais com passagens aéreas por meio da ferramenta Painel de Viagens. No site, é possível acessar informações sobre viagens a serviço e o gasto com diárias de empregados públicos, servidores, militares e colaboradores do governo federal.

Agência Brasil

sábado, 30 de março de 2019

Polícia prende trio no conjunto Feliz Assu suspeito de vários delitos em Assu e região, um quarto elemento foi preso no hospital em Mossoró

O trio foi preso no conjunto Feliz Assu....

... já Douguinha foi preso hospital em Mossoró...


Ação conjunta das polícias Civil e Militar, Ministério Público e judiciário, numa ação rápida, prendem dois dos principais suspeitos de praticarem diversos assaltos na cidade de Assú. Foram presos CLEBIONE SEMIÃO BEZERRA, conhecido como BLACK FRIDAY, e DOUGLAS DE FARIAS JULIÃO, conhecido como DOUGUINHA.

O primeiro foi preso no bairro Feliz Assú na manhã de hoje o e o segundo no hospital Tarcisio Maia em Mossoró, quando este estava prestes a receber alta do hospital. Ambos por força de mandado de prisão. Dias antes, DOUGUINHA procurou socorro após ser baleado tentado praticar mais um assalto. Foi reconhecido, passou por cirurgia e agora preso. Os dois são integrantes de facção criminosa.

Além de DOUGUINHA e BLACK FRIDAY, também foram presos JOÃO PAULO LOPES e CLEBSON SEMIÃO BEZERRA DA SILVA, vulgo CLEBINHO. Com esses foram encontrados duas armas de fogo e uma moto utilizada para assaltos.

Mais uma vez, o êxito da operação se deveu a ajuda da população que fez sua parte e os denunciaram através do disque denúncia pelo telefone (84) 9.9992.2122. A polícia orienta ainda que aqueles que foram vítima desses indivíduos procurem a delegacia.

Consumo de energia elétrica cresce 4,6% em fevereiro

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O consumo de energia elétrica no Brasil cresceu 4,6% em fevereiro, em comparação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com a Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica, divulgada hoje (29) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia. No acumulado de 12 meses, houve aumento de 1,7%. No primeiro bimestre de 2019, a alta no consumo foi de 4,4%, em relação a igual período de 2018.
À exceção da Região Norte, cujo consumo de energia caiu 9,3% em fevereiro, motivado pela redução do consumo industrial no segmento de metalurgia dos metais não ferrosos (-22,4%), as demais regiões brasileiras mostraram expansão do consumo. A maior elevação foi registrada no Centro-Oeste (9,1%) do país. O Nordeste e o Sul tiveram aumento de 6,9% e 6,5%, respectivamente, enquanto na Região Sudeste o consumo cresceu 4,4%.
A análise por classes de clientes revela que a maior alta em fevereiro foi verificada no consumo residencial (9,2%), seguida do comercial (7,2%), devido às altas temperaturas, acima de 28 graus Celsius na maioria das capitais, que levaram ao uso mais intenso de equipamentos como ar-condicionado e ventiladores. De acordo com a EPE, o consumo registrado na classe residencial foi o mais elevado dos últimos cinco anos. Em janeiro, o consumo das residências atingiu 8%.
Na classe industrial, ao contrário, houve queda de 2,1% no consumo de energia elétrica, em razão da redução observada nos segmentos extrativo mineral metálico (-16,4%), fabricação de papel e celulose (-5,6%) e metalurgia (-5,5%).

Agência Brasil

Justiça cassa liminar que proibia governo de comemorar golpe de 64

A Justiça Federal cassou a liminar que proibia o governo de promover a realização de eventos alusivos ao golpe de 1964, que completa 55 anos neste domingo (31).
A decisão provisória havia sido concedida na noite de sexta (29) pela juíza Ivani Silva da Luz, da 6ª Vara da Justiça Federal em Brasília, atendendo a um pedido da Defensoria Pública da União. Ela havia sido estimulada pelo pedido do presidente Jair Bolsonaro (PSL), expresso pelo seu porta-voz na segunda (25), de que houvesse “comemorações devidas” da data.
A AGU (Advocacia-Geral da União) recorreu às 21h35 do mesmo dia e, na manhã deste sábado (30), a desembargadora Maria do Carmo Cardoso, corregedora da Justiça Federal da 1ª Região, derrubou a liminar.
O pedido original da Defensoria sustentava que quaisquer eventos relacionados ao golpe feriam a memória e a verdade históricas, argumento refutado pela desembargadora. “O Estado Democrático de Direito pressupõe o pluralismo de ideais e projetos”, escreveu, completando que “o dia 31 de março de 1964 sempre foi objeto de lembrança pelas Forças Armadas”.
A liminar acatava o pedido para que não fosse lida a ordem do dia relativa ao 31 de março, publicada na quarta (27) pelo Ministério da Defesa. O texto não cita o caráter autoritário da ditadura que se seguiu ao golpe, encerrada apenas em 1985, mas coloca o processo em perspectiva histórica e celebra a “volta da democracia” após a anistia de 1979.
A desembargadora cita o texto. “Constato, ademais, que a nota divulgada pelo Ministério da Defesa, já amplamente veiculada pela imprensa, não traz nenhuma conotação ou ideia que reforce os temores levantados pelos agravados, de violação à memória e à verdade, ao princípio da moralidade administrativa ou de afronta ao estado democrático de direito”, escreveu.
A decisão também diz que não houve prejuízo ao erário citado no pedido da Defensoria. Como o aniversário do golpe caiu num domingo, a maioria das unidades militares leu a ordem do dia em eventos na quinta e na sexta, atos que basicamente reuniram as tropas em pátios internos.
Com isso, a polêmica em torno do aniversário daquilo que os militares chamam de “revolução democrática” tende a arrefecer.
A cúpula das Forças Armadas já havia ficado contrariada com a publicidade dada por Bolsonaro ao evento. Se há um consenso de que a história oficial até aqui privilegia a visão dos derrotados de 1964 devido à prevalência de governos à esquerda após 1985, os generais preferem que a discussão se torne acadêmica.
Assim, a ordem do dia assinada pelo ministro Fernando Azevedo, ele mesmo um general de quatro estrelas da reserva, e coassinada pelos três comandantes das Forças, adotou um tom historiográfico —mesmo elogiando os integrantes do golpe, citando o apoio popular ao movimento que derrubou o presidente esquerdista João Goulart, e fazendo a defesa pró-democracia.
Bolsonaro, aconselhado pelos seus ministros militares, também baixou o tom. Na sexta, ele afirmou que a data na verdade deveria ser “rememorada”, e não “comemorada”, conforme ele havia determinado antes. O presidente ainda terá de responder a um pedido de esclarecimentos em outra ação, aberta a pedido de um advogado.

Folhapress

Bloqueio de R$ 36 bilhões do Orçamento atinge emendas e parlamentares veem retaliação

No desfecho de uma semana marcada por atritos entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional, o presidente Jair Bolsonaro editou decreto que bloqueia quase R$ 3 bilhões nas emendas parlamentares, um dos principais instrumentos de negociação política do governo com os congressistas. A medida contraria a promessa do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, de blindar as emendas de qualquer tesourada no Orçamento e já realimenta promessas de retaliação de parlamentares nas votações no Legislativo.
O corte faz parte do contingenciamento de R$ 29,8 bilhões do Orçamento, decisão preventiva para assegurar o cumprimento da meta fiscal para 2019, diante da frustração de receitas esperadas para o ano. No decreto publicado ontem, o aperto inicial foi maior, de R$ 36 bilhões, para contemplar uma reserva que será usada para dar fôlego a órgãos que precisem de mais dinheiro nos próximos meses. Educação e Defesa foram as áreas mais atingidas.
As emendas são usadas pelos deputados e senadores para destinar recursos a obras e projetos em suas bases eleitorais. Por serem impositivas, sua execução é obrigatória pelo governo. Quando há necessidade de contingenciar recursos para cumprir a meta fiscal, porém, a equipe econômica tem respaldo legal para bloquear as emendas na mesma proporção do corte.
Com isso, o valor passível de destinação às emendas caiu de R$ 13,7 bilhões para R$ 10,8 bilhões, segundo o decreto. São R$ 7,2 bilhões liberados para emendas individuais e R$ 3,6 bilhões para emendas de bancada.
Líderes ouvidos reservadamente pela reportagem interpretaram a medida como uma retaliação do governo à aprovação, na Câmara dos Deputados, de uma proposta que engessa ainda mais o Orçamento, ao carimbar uma fatia maior de recursos para emendas de bancada. Diante da surpresa, o bloqueio deve ser tema de discussão na reunião de líderes no início da semana que vem.
Para o líder do Solidariedade na Câmara, Augusto Coutinho (PE), é preciso entender os motivos que levaram o governo a incluir as emendas no contingenciamento: “O contingenciamento é uma prerrogativa do Executivo, mas desde que seja muito bem fundamentada”, disse. Questionado sobre a possibilidade de retaliação, afirmou que “muitos podem acabar interpretando assim”. “Vamos esperar as explicações”, disse.
A Casa Civil informou ao Estadão/Broadcast, plataforma de notícias em tempo real do Grupo Estado, que se trata de uma “situação normal”. “Todo governo faz, é uma adequação à arrecadação. O governo vai fazer todo o esforço para que as emendas sejam pagas conforme o previsto (na programação original)”, informou a pasta, por meio de nota. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadão Conteúdo

SUCUPIRA PERDE: Ladrões roubam celulares e vão para igreja agradecer

Integrante de quadrilha que comemorava
 roubos nas redes sociais é preso em São Paulo
 Reprodução

A polícia prendeu na noite de anteontem na Lapa (zona oeste) e no Jardim São Paulo (zona norte) bandidos especializados em roubar lojas de celular dentro de shoppings. Após os crimes, os ladrões postavam mensagens agradecendo a Deus pelo sucesso dos assaltos e, em seguida, iam a uma igreja evangélica, na Lapa, para reforçar os agradecimentos pelos roubos concluídos com sucesso.
O bando começou a ser identificado após levar celulares de uma loja no Shopping Internacional, em Guarulhos (Grande SP), em 23 de fevereiro. O Núcleo de Roubo de Cargas da cidade analisou imagens de câmeras de monitoramento e identificou dois suspeitos, um estudante de 22 anos, apontado como líder da quadrilha, e um vendedor de 28, identificado como receptador.
“Encontramos as redes sociais dos suspeitos e começamos a monitorar a rotina deles”, explicou um investigador em sigilo. Em uma das postagens, feita após um assalto bem-sucedido, um dos criminosos que foi preso escreve: “Obrigado Senhor por me abençoar mais uma vez. Golaço”.
A polícia atribui à quadrilha ao menos 20 assaltos, em shoppings da capital, Grande SP, interior e litoral. As ações criminosas, segundo a polícia, teriam gerado um lucro de R$ 4 milhões. “Em cada loja, eles roubavam cerca de R$ 200 mil em celulares”, acrescentou o investigador.
Redes sociais
Segundo o policial, os ladrões compartilhavam nas redes sociais suas idas a uma igreja evangélica, que ocorriam toda quinta-feira. No templo, eles agradeciam pelos crimes bem sucedidos.
Na noite de anteontem, policiais aguardaram a dupla, que foi surpreendida por volta das 21h30. Eles tentaram subornar os policiais com dinheiro, armas, além de carros e motos de luxo.
Os investigadores fingiram interesse nas ofertas dos ladrões, com os quais foram até a casa de um terceiro criminoso, um montador de 29 anos, no Jardim São Paulo. Quando os três bandidos estavam juntos, foram presos por corrupção ativa e formação de quadrilha. A polícia agora investiga mais membros na quadrilha.
FOLHAPRESS

CGU identifica pagamentos duplos a médicos em Natal

Em fiscalização da Controladoria Geral da União, ficou constatado que médicos efetivos do município, além de receber como funcionários públicos, também recebem em contrato terceirizado.
Ou seja, o município está pagando a mais por um serviço que seu quadro efetivo já deveria oferecer. São sete médicos nesta situação. Os nomes não foram revelados, mas será aberto processo administrativo.

* Robson Pires

Popular é encontrado morto às margens da Avenida do contorno na cidade de Baraúna, no RN


Corpo de um homem, ainda sem identificação, foi encontrado na manhã de hoje, 30 de março, as margens da Avenida que contorna a cidade de Baraúna, mais precisamente na comunidade de Primavera.
Populares que localizaram o corpo acionaram a policia militar, que registrou a ocorrência e acionou a equipe de plantão na Unidade Regional do Itep em Mossoró para os procedimentos e remoção do corpo.
* O Câmera

HOMICÍDIO FOI REGISTRADO NA MANHÃ DESTE SÁBADO NA CIDADE DE ITAÚ-RN


Foto: Cidade News

Um Crime de Homicídio foi registrado na manhã deste Sábado, dia 30 de Março de 2019 na cidade de Itaú, no interior do Rio Grande do Norte.
Um Popular identificado por Antonio Wilson da Silva, 21 anos, Natural de Apodi-RN foi executado a tiros no Bairro São Benedito, no Centro da Cidade por uma dupla em uma moto, que, em seguida fugiram com sentido ignorado.
A Polícia de Itaú isolou o local, acionou o Itep para remoção do corpo e em seguida será liberado para o sepultamento.

Por Márcio Melo

CRIME DE HOMICÍDIO NO BAIRRO SANTO ANTÔNIO EM MOSSORÓ-RN.




O Centro de Integrado de Operações da Polícia Militar (CIOSP),registrou o crime de homicídio de n° 40 no início da tarde deste sábado 30 de março de 2019, em Mossoró no Rio Grande do Norte.
A ação criminosa ocorreu na rua Aoem Menescal no Bairro Santo Antônio.
De acordo com as primeiras informações, a vítima identificada como Antonio Vandilson de Medeiros 34 anos  de idade foi morta a tiros no interior de uma residência.
De acordo com as primeiras informações, populares que passavam pelo local viram a porta aberta e o corpo no chão e acionaram a PM.
A Polícia Militar se encontra isolando o local de crime aguardando a chegada da equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (ITEP).

* Passando Na Hora

Funcionários gravam “chuva” dentro do Hospital Tarcísio Maia neste Sábado em Mossoró


Servidores do Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, gravaram o que parece ser uma verdadeira chuva dentro da unidade provocada pela infiltração.
De acordo com informações repassadas ao blog, as imagens foram gravadas na manhã deste sábado (30) e a infiltração é antiga e apenas piorou com as fortes chuvas que atingiram o município.

* BG

sexta-feira, 29 de março de 2019

Forte chuva faz avião da Azul arremeter no aeroporto de Mossoró


A aeronave da Azul Linhas Aéreas, com passageiros de Recife (PE) para Mossoró (RN), não conseguiu pousar no Aeroporto Dix-sept Rosado, no início da tarde deste sexta-feira (29).
As condições do tempo, precárias, por conta da forte chuva que banha a cidade, impediu que o procedimento para pouso fosse completado.
O piloto não via a pista, por isso, decidiu arremeter o avião (AD 5183) e retornar para Recife.
Não há informação se o voo comercial será concluído hoje ou se a viagem aérea será transferida para amanhã.
O JORNAL DE FATO tentou entrar em contato com a assessoria da Azul Linhas Aéreas para obter mais informações sobre o cancelamento do voo, mas as ligações não foram atendidas, nem o e-mail enviado pela reportagem foi respondido até o momento.

http://defato.com/

PROGRAMA DE RÁDIO DA PREFEITURA DE SÃO FRANCISCO DO OESTE

Nenhuma descrição de foto disponível.

A assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Francisco do Oeste, irá apresentar neste sábado, 30 de Março, mais uma edição do Programa: São Francisco do Oeste em dia com você, pela Rádio Metamorfose FM 104,9, no horário das 10:30 às 11:30 horas. Com transmissão ao vivo pela página do Facebook da Prefeitura: facebook.com/pmsforn
Divulgue e sintonize conosco!

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Prefeitura de São Francisco do Oeste, efetuou hoje, 29, o pagamento de todos os servidores municipais, efetivos, contratados e comissionados

 Nenhuma descrição de foto disponível.

A Prefeitura de São Francisco do Oeste, efetuou hoje, 29, o pagamento de todos os servidores municipais, efetivos, contratados e comissionados. O pagamento dentro do mês vigente é uma iniciativa da administração municipal que visa beneficiar os funcionários públicos oestenses e assim assegurar a garantia de suas programações financeiras e contribuir, ainda, com a movimentação da economia da cidade.
*“O nosso compromisso será mantido, valorizar o nosso servidor cumprindo com nossa obrigação”* _Afirmou o prefeito Lusimar Porfirio_.
Importante informar que os servidores vinculados aos *FUNDEB 60% e 60% Infantil* receberão seus vencimentos reajustados em *4,17%* conforme Lei Municipal nº 236/2019, bem como os retroativos referentes aos meses de janeiro e fevereiro do ano em curso. Além disso, a Secretaria de Finanças confirma as restituições do imposto de renda e salário família devidos atinente ao mês de fevereiro que surgiram provenientes de problemas técnicos do sistema de folha.
O setor de Recursos Humanos solicita a todos os servidores que por ventura entender que houve divergência nos vencimentos procurar o setor imediatamente na sede da prefeitura.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Após 53 dias, servidores da Saúde do RN suspendem greve temporariamente


Após 53 dias em greve, a maioria das servidoras e servidores estaduais da saúde aprovou a suspensão temporária da greve por 30 dias, em assembleia, na manhã desta sexta-feira, 29.
Junto com a suspensão, foi aprovado encaminhar uma contra proposta ao documento do governo sobre as pautas de reivindicações apresentadas pelo Sindsaúde, com a inclusão no texto do pagamento do 13º de 2018 e do salário de dezembro de 2018.
Para a direção do Sindsaúde-RN, suspender a greve não significa que a luta acabou:
“Nós vamos continuar lutando em defesa dos nossos direitos, em defesa dos servidores e aposentados que estão com os salários atrasados. Não vamos sossegar até termos nossos salários em dia. A greve foi suspensa por 30 dias, mas a luta permanece”, declarou o Sindsaúde-RN.
Fonte: Agora RN

Presos precisam de oportunidades de ressocialização, defende Moro


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, comprometeu-se a estudar formas de apoiar a ampliação da metodologia de ressocialização de presos utilizada pelas associações de Proteção e Assistência aos Condenados (Apacs).
Consideradas uma alternativa ao sistema prisional tradicional, as Apacs trabalham com um método próprio, estimulando o envolvimento voluntário da sociedade nos esforços de recuperação dos presos.
"No interior das unidades, não há agentes penitenciários armados nem policiais. Os presos ficam com as chaves das celas e cuidam da segurança e da disciplina do local.É uma experiência extremamente interessante de recuperação, de ressocialização de presos”, disse o ministro ao visitar hoje (29) a sede da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte.
Moro esteve na unidade a convite da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF). A ministra é uma entusiasta do projeto das Apacs.
Para Moro, quem comete um crime deve ser responsabilizado, mas é papel da sociedade garantir que a pena a ser cumprida sirva também para recuperar o detento e prepará-lo para se reinserir na comunidade após voltar ao convívio social. “Nunca podemos perder as esperanças de que as pessoas vão se ressocializar.
Elas precisam ter oportunidade para isso”, afirmou o ministro, destacando a disciplina e a auto-organização dos recuperandos, como são chamadas as pessoas privadas de liberdade que conseguem vaga nas Apacs. Além da participação da comunidade, mais 11 elementos sustentam o método. Entre eles, a obrigatoriedade do estudo e do trabalho; a assistência jurídica aos recuperandos e a priorização da valorização humana por funcionários e voluntários.
De acordo com a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (Fbac), entidade que administra e fiscaliza as Apacs, há 51 associações desse tipo em funcionamento, em seis unidades da Federação. Só em Minas Gerais, são 40. Mais 74 associações estão em diferentes estágios de implantação, em vários estados brasileiros.
A unidade visitada por Moro e pela ministra Cármen Lúcia abriga 163 recuperandos. Destes, 101 cumprem pena no regime fechado; 35 no regime semiaberto e 27 no regime semiaberto extramuros. Conta com oficinas de trabalho e de estudo, biblioteca, espaços de laborterapia, entre outros.
“Vamos estudar melhor esta experiência e verificar de que forma o ministério pode contribuir para que ela seja multiplicada não só em Minas Gerais, mas em todo o país”, disse Moro, destacando a importância da atuação de voluntários que, nas Apacs, auxiliam os presos a desenvolver suas habilidades. “Ali dentro eles aprendem habilidades que, no futuro, possam se enquadrar na sociedade. Ou seja, não é só uma questão de dinheiro – ainda que recursos sejam uma questão importante. Depende também da compreensão da sociedade e das comunidades envolvidas de que as pessoas que foram presas e condenadas ainda as integram e precisam de apoio. Para isso, é preciso haver voluntários e que a comunidade se engaje”, acrescentou o ministro.
No último dia 19, os presidentes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, do STF, assinou um protocolo de intenções com o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), desembargador Nelson Missias, com vistas à expansão do método das Apacs para outras unidades da Federação. Hoje, Missias classificou a visita de Moro, de Cármen Lúcia e do diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Fabiano Bordignon, de “um momento histórico”.
“O método da Apac é o que tem recuperado aqueles que cometeram algum deslize na vida. É importante recuperar o homem, e o ministro viu aqui algo absolutamente diferenciado do modelo convencional. Trata-se de uma metodologia que pode ser levada para todo o país”, ressaltou o desembargador.
Anticrime
Ao fim da visita à sede da Apac de Santa Luzia, Moro disse a jornalistas que o projeto de mudanças legais que o governo federal enviou ao Congresso Nacional para tentar reduzir os crimes violentos e enfrentar a corrupção e as facções criminosas não prevê o endurecimento das penas de prisão.
"O pacote anticrime contém uma série de medidas, mas não um endurecimento geral [das penas] para o fenômeno criminal. O que realmente endureceremos é o tratamento [dispensado] aos crimes mais graves, ou seja, da criminalidade violenta, bem como dos crimes contra a administração pública, especialmente a corrupção, e do crime organizado", afirmou Moro, acrescentando que propor penas mais severas para outros tipos de ilícitos proporcionaria encarceramento desnecessário, agravando a situação dos presídios brasileiros, hoje, superlotados. "Entendemos que o endurecimento geral não é compatível com nosso sistema penitenciário no momento. Mas com relação à criminalidade mais grave é realmente necessário endurecer."
Moro também voltou a se manifestar favoravelmente à prisão de réus condenados em segunda instância, antes de estarem esgotadas todas as possibilidades de recurso à Justiça. "Caberá ao STF proferir a decisão, mas, muito respeitosamente, o governo já sinalizou sua posição.
presentamos um projeto que prevê a [inclusão] da execução [da sentença] já em segunda instância na legislação ordinária. Nenhum governo anterior fez isso antes. Portanto, o valor que defendemos é que ninguém está acima da lei. O sistema tem que funcionar. Não podemos aceitar um sistema em que o processo penal nunca acabe e em que pessoas poderosas possam manipulá-lo e permanecer impunes", disse o ministro.
Fonte: Agencia Brasil

Grupo rouba banco e deixa R$ 5 mil em cueca de funcionário na Paraíba

Banco

O funcionário de um estacionamento de um banco foi rendido por cinco bandidos armados durante um assalto à agência, na madrugada desta sexta-feira (29), no bairro da Torre, Zona Norte de João Pessoa. A vítima teve R$ 5 mil deixados dentro da cueca.
De acordo com a repórter Jaceline Marques, da TV Correio, os bandidos chegaram ao estacionamento e renderam o funcionário. Em seguida, eles o amarraram e foram até um caixa eletrônico, onde violaram o equipamento e roubaram todo o dinheiro.
Por fim, o grupo colocou os R$ 5 mil na cueca do funcionário e fugiu. Após conseguir se soltar, o funcionário acionou a polícia. Até a publicação desta matéria, o grupo não havia sido identificado nem preso.
* Portal Correio

Polícia Civil incinera 250 quilos de drogas em Mossoró RN

Imagem

A Polícia Civil de Mossoró, incinerou na tarde desta sexta feira, 29 de março de 2019, 250 quilos de drogas, desde a simples maconha até a sofisticada Haxixe, apreendidas no ano de 2018 na cidade.
As drogas foram apreendidas pelas Delegacias de Narcóticos, Divipoe, DEA e uma parte pela Polícia Civil de Assu e foi incinerada em uma das caldeiras da Usina de Beneficiamento de Castanha (USIBRAS) com a autorização da justiça.
Participaram do ato de incineração, o delegado regional e da Divipoe, Dr. Luiz Fernando, o delegado da Denarc, Dr. Alex Wagner, o Perito Crimninal do ITEP Dr. Otávio Domingos, representantes da Vigilância Sanitária e policiais civis.
* Fim da Linha

Barragem de Pau dos Ferros, apesar do período chuvoso, tem apenas 1,9% de sua capacidade


Com índice 11,3% de chuvas abaixo da média, o mês de março entra em sua última semana e leva os meteorologistas a depositarem a confiança de um inverno dentro da média para o Rio Grande do Norte no mês de abril. Com todas as condições atmosféricas adequadas para gerar boas chuvas, os meteorologistas afirmam que ainda é cedo para determinar se o período vai trazer uma boa recarga para os reservatórios da região, mas alertam para algumas áreas mais críticas, especialmente no Alto Oeste potiguar.
Para a agricultura, a situação é mais confortável do que para o abastecimento humano, de acordo com o chefe do departamento de meteorologia da Empresa de Pesquisas Agropecuárias do RN (Emparn), Gilmar Bristot. “As chuvas vêm mantendo a umidade do solo boa, e uma sustentabilidade para a agricultura. Na verdade, a situação para esse setor está positiva. É no abastecimento que estão as maiores preocupações, porque não só precisa chover em volumes consideráveis, como em áreas específicas que peguem esses reservatórios”, explica Gilmar.
Atualmente, 92 municípios do Rio Grande do Norte encontram-se em situação de rodízio de abastecimento de água, de acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern). Outros cinco municípios estão em situação de colapso: João Dias, Paraná, Pilões e São Miguel, no Alto Oeste, e o município de Cruzeta, localizado no Seridó.
O Alto Oeste, de acordo com Bristot, foi a região onde menos choveu no mês de março, e onde a situação é mais crítica. “A gente fica preocupado porque março é um mês que chove muito. Março e abril são os meses que mais contribuem para o armazenamento de água no Estado”, afirma o meteorologista. O reservatório de Pau dos Ferros, que abastece a região, está praticamente seco, com 1,92% de sua capacidade preenchida.
“A chuva está acontecendo, mas se você tem várias chuvas finas, você atinge a média, mas não consegue encher açude. Ela não tem o escoamento necessário para isso.”, relata. A situação é similar ao estado da Paraíba. Mesmo com as poucas chuvas de março, os meteorologistas não pretendem alterar a previsão para o resto do inverno, pois acreditam que terá volumes de chuva dentro ou até mesmo acima da média para o próximo mês.
“Não há nenhuma condição que esteja atrapalhando a vinda das chuvas, pelo contrário. As condições estão favoráveis, não há motivos para não chover. A temperatura quente do oceano é um desses indicadores, favorece a chuva, por isso não vamos mudar a previsão”, explica.
As previsões para os meses de abril, maio e junho foram apresentadas, mas ainda não divulgadas, pelos meteorologistas nesta quarta-feira (27), na Reunião de Análise e Previsão Climática para o Nordeste, que acontece em Recife.
Volume
Quadro atual das principais barragens do RN
Barragem Armando Ribeiro
Capacidade: 2,4m³ bilhões
Volume Atual: 503.957.333m³
Porcentagem: 21% do Volume
De onde vem a água: Rio Piancó, que começa na Paraíba e do rio Piranhas-Açu, que nasce da junção dos rios Peixe e Piancó e rios Seridó, Espinharas e Baião.
Onde precisa chover: em cidades como Cajazeiras (PB), Coremas (PB), Souza (PB), Pombal (PB), São Bento (PB), Paulista (PB), Patos (PB), São José de Espinharas (PB) e Serra Negra (RN)
Barragem de Pau dos Ferros
Capacidade: 54.846.000m³
Volume Atual: 1.048.187m³
Porcentagem: 1,91% do Volume
De onde vem a água: do rio Apodi/Mossoró e de seus afluentes, localizados na região do Alto Oeste potiguar.
Onde precisa chover: nos municípios da microrregião da Serra de São Miguel
Açude Gargalheiras 
Capacidade: 44.421.480m³
Volume Atual: Seco
Porcentagem: 0%
De onde vem a água: do rio Picuí, que nasce na Paraíba e outros riachos no RN.
Onde precisa chover: nos municípios de Acari e Currais Novos, no Rio Grande do Norte, e nos municípios de Frei Martinho, Picuí e Nova Palmeira, na Paraíba.
Itans
Capacidade: 81.750.000m³
Volume Atual: 1.325.000m³
Porcentagem: 1,62% do volume
De onde vem a água: rio Barra Nova e seus afluentes, riachos em sua maioria localizados na região do Seridó potiguar.
Onde precisa chover: nos municípios de Caicó e Ouro Branco, no Rio Grande do Norte, e nas cidades de Santa Luzia e Várzea, na Paraíba.


Blog do JP