sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Militares acabam festa regada à droga

FOTOS:  MARCELINO NETO/O CÂMERA
 
A Polícia Militar apreendeu uma arma, munições, crack, maconha e cocaína em uma casa onde estava sendo realizada uma festa durante a madrugada de ontem. 12 pessoas foram detidas, entre elas um adolescente de 16 anos, mas apenas dois ficaram presos. O casal que se identificou como proprietário da casa foi autuado por tráfico, associação para o tráfico e porte ilegal de armas. Os dois já respondiam processos por assaltos e por tráfico.
Os policiais militares receberam uma denúncia de que uma casa situada no conjunto Santa Helena (zona norte) estava sendo usada como ponto para venda de entorpecentes. Várias viaturas foram enviadas ao local e fizeram um cerco.
Na casa havia 12 pessoas, sendo uma delas adolescente. Todos foram levados pela Polícia Militar à Delegacia de Plantão da Polícia Civil, mas apenas Érica Patrícia de Oliveira e Robson da Silva Fernandes foram presos pelas drogas e também pela arma e munições foram apreendidas no local.
Segundo Denys Carvalho, delegado da Narcóticos (DENARC) de Mossoró, os dois assumiram a propriedade do material e ficaram presos. "Não tinha como eu manter preso todos que estavam lá. Os outros disseram que foram só para uma festa", argumentou.
A prisão aconteceu por volta das 5h de ontem, em uma casa em construção, no Santa Helena. Os policiais apreenderam seis pedras de crack, 23 trouxinhas de maconha e uma porção de cocaína, além de um revólver calibre 22 e munições dos calibres 22 e 38. Além da arma e das drogas, a PM apreendeu diversos aparelhos eletrônicos que estavam na casa.
A suspeita é que os objetos tenham sido adquiridos a partir do tráfico de entorpecentes.
A casa onde estava acontecendo a festa está situada em um local de extrema pobreza, mas ostentava um certo luxo.
O imóvel ainda estava em construção, mas chamou a atenção dos policiais pela quantidade de objetos caros. Havia até uma área de lazer com piscina.
Érica e Robson já tinham sido presos anteriormente. Ele já respondia a outros três processos por assalto e ela outros dois por tráfico de drogas.
 
Fonte: defato.com