quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Multidão de norte-coreanos chora durante funeral de Kim Jong-il

Kim Jong-un (3º a partir da esq.) e militares acompanham a pé cortejo ao lado do caixão de Kim Jong-il

Milhares de norte-coreanos se reuniram nesta quarta-feira nas margens das principais ruas de Pyongyang para assistir o cortejo fúnebre carregando o caixão do ditador Kim Jong-il.
A televisão estatal KCTV transmitiu ao vivo o evento, mostrando uma multidão de pessoas aos prantos sob uma forte nevasca.
Kim Jong-il "era o pai do vento que sopra agora em Pyongyang, e o perdemos", disse um dos locutores da rede de televisão durante o evento, enquanto ao fundo era possível escutar os choros e os gritos de alguns cidadãos. "Comandante, não se vá", pedia aos gritos diante das câmaras uma camponesa.
"Toda a cidade está sofrendo. É difícil aceitar esta realidade", acrescentou o apresentador.
As primeiras imagens do cortejo mostravam uma limusine com uma foto gigante do ditador, morto no dia 17 de dezembro, vítima de um ataque cardíaco.
O carro passou por milhares de militares, que se inclinavam para demonstrar respeito, diante do mausoléu de Kumsusan, de onde partiu o cortejo.
Outro carro oficial transportava o caixão de Kim Jong-il, envolto em uma bandeira do Partido dos Trabalhadores e colocado sobre uma cama de crisântemos brancos espalhados no teto do veículo.
À direita do carro que transportava o caixão caminhava Kim Jong-un, o filho mais novo e sucessor de Kim Jong-il.
Nenhuma delegação estrangeira foi convidada a participar do funeral.
Fonte: Folha