NOVEMBRO AZUL

NOVEMBRO AZUL

terça-feira, 23 de outubro de 2018

FOTOS: Preso em SP cria ‘setor de telefonia’ na cadeia e publica selfie na web para comemorar

 Foto: G1 Santos
Uma ‘selfie’ tirada por um preso que está no Centro de Detenção Provisória (CPD) de São Vicente, no litoral de São Paulo, e que se espalhou rapidamente pelas redes sociais, ajudou a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) do estado a identificar um grupo que fraudava o bloqueio de sinal de celular na unidade. Pelo menos 14 detentos envolvidos na ação foram transferidos.
Segundo apurado pelo G1, o ‘setor de comunicação’ era comandado de dentro de uma das celas da unidade. Os presos se revezavam entre as gambiarras e celulares para burlar o sistema e trocar informações de dentro para fora do CDP.
Por meio de nota, a SAP confirmou, nesta terça-feira (23), que, a partir de informações obtidas pelo Núcleo de Inteligência da pasta, fez uma revista geral na última segunda-feira (22) na unidade. “Um grupo de presos estaria tentando fraudar o sistema de bloqueio de aparelhos de celular na unidade”, informou.
Ainda de acordo com a secretaria, os detentos não conseguiam fazer ligações, mas havia “vazamento eventual de sinal de internet”. Durante a revista, os agentes apreenderam 17 aparelhos celulares. Eles também conseguiram identificar 14 detentos envolvidos na ação. O grupo foi isolado e depois transferido para outras unidades.
Reforço no bloqueio
O CDP de São Vicente fica às margens da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no bairro Samaritá. A unidade é reservada apenas para presos provisórios, com prisão preventiva ou temporária decretada. O local não abriga condenados.
A SAP também informou ao G1 que, depois da descoberta da fraude, técnicos do sistema de bloqueio de sinal de celular estiveram na unidade para reforçar o sistema. “Está sendo instalada uma tela de 16 metros ao lado da rodovia, para evitar arremessos de novos aparelhos”, finaliza a nota.
Centro de Detenção Provisória de São Vicente, SP — Foto: Fernanda Luz/A Tribuna de Santos
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário